Lugares populares que utilizam energia solar

A energia solar tem maior visibilidade e está mais presente em indústrias, comércios, residências e propriedades rurais. São inúmeras empresas que buscam escolher uma fonte renovável, promovendo economia e sustentabilidade. A energia fotovoltaica cresce também cada dia mais no turismo e na arquitetura, com muitos lugares de referência que já estão utilizando painéis solares, como a Google quem tem como intenção dispor de energia renovável suficiente para atender 100% de suas operações em um curto espaço de tempo. A companhia aposta também no uso da energia eólica para obter seus resultados. Segundo declarações da própria empresa, “aproximadamente 72% do uso de eletricidade do centro de dados no Alabama e no Tennessee serão combinados de hora em hora com fontes livres de carbono – em comparação com um mix de redes regionais que é 48% livre de carbono”. A Apple é outra gigante da tecnologia que se mostra preocupada com o futuro do meio ambiente. Por isso, desde já, a empresa trabalha com 100% de energia sustentável em todas as suas lojas, data centers e escritórios pelo mundo. As fontes utilizadas são a solar, hidráulica e eólica. No geral, a Apple já foi responsável por reduzir mais de 50% o índice de emissões de gases do efeito estufa desde 2011, o que significou barrar 2,1 milhões de toneladas métricas de poluição na atmosfera. A Disney é um dos grandes exemplos quanto ao uso de energia solar em lugares famosos. A usina foi construída em colaboração com a ReedyCreekImprovementDistrict e a desenvolvedora solar Origis Energy USA. O complexo, instalado em um terreno de 109 hectares, abriga 500 mil painéis solares e possui capacidade de gerar 50 megawatts. A produção visa a alimentar dois de seus quatro parques. Em 2016, a multinacional havia inaugurado outra usina que possui o formato da cabeça de seu personagem mais icônico, o Mickey. A instalação solar fica próxima ao Epcot e conta com 48 mil placas fotovoltaicas que geram 5 megawatts. Além disso, tem como meta derrubar para 50% suas emissões de CO2 nos próximos anos. O projeto da Torre Eiffel, elaborado pelo escritório de arquitetura Moatti-Rivière, prevê a instalação de painéis solares, turbinas eólicas e um sistema de reaproveitamento da água das chuvas. A ideia é diminuir a pegada ecológica do ponto turístico mais importante da França e um dos mais emblemáticos do mundo. O plano inclui também novas medidas de acessibilidade, para melhorar a experiência dos visitantes com necessidades especiais e mobilidade reduzida. No estádio Maracanã tem capacidade de 400 kWp, com um total de 1.552 módulos solares, que cobrem uma área de 2.380 m² e são capazes de gerar 500 MWh de energia por ano. No Vaticano o sistema fotovoltaico, de 100 MW de potência, foi instalado em 2008. Possui aproximadamente 2.700 painéis solares no topo do auditório Paulo VI, sendo também a maior usina solar da Europa.

ENTRE EM CONTATO

Informações de Contato

Rua Teresina, 431, Centro
Catanduva - SP
contato@hold.inf.br www.hold.inf.br